Heisenberg, Werner. A Parte e o todo.

Neste livro o físico alemão Werner Heisenberg conta a história de suas discussões sobre física quântica com renomados físicos da época, como Niels Bohr, Erwin Schrödinger, Paul Dirac, Albert Einstein, Max Planck entre muitos outros. A obra é escrita em forma de diálogos de tal forma que o leitor consegue imaginar os cenários e situações descritas por Heisenberg. O nome “A parte e o todo” é bastante significativo, pois mostra assim como no pensamento sistêmico de Ludwig Von Bertalanffy, que as coisas não podem ser entendidas separadamente, assim como em um átomo, onde as partículas fazem parte de um todo, que possui propriedades que não estão em nenhuma das partículas. O título do livro em inglês foi erroneamente traduzido para “Physics and Beyound: Encounters and Conversations”, pois os tradutores não entenderam o significado do título original em alemão.

Durante as discussões o autor revela como chegou ao famoso princípio da incerteza, a partir da premissa que os elétrons hora comportavam-se como ondas, assim como defendido por Schrödinger e hora como partículas. A partir de uma frase de Einstein “É a teoria que decide o que podemos observar” dita em uma de suas discussões, Heisenberg chegou ao princípio da incerteza, onde é dito que a natureza possui propriedades estatísticas, que não podem ser conhecidas por completo, pode-se apenas conhecer as aproximações adequadas à nossa necessidade, assim como a física de Newton. De acordo com Heisenberg, em níveis subatômicos, não podemos observar os fenômenos sem perturbá-los e consequentemente alterar os resultados finais. Imagine tentar medir a distância de um vaso de porcelana através da medição do tempo que uma bola de futebol leva a certa velocidade definida para chegar até o vaso e voltar. A “medição” provavelmente iria deslocar ou ainda quebrar o vaso, alterando o resultado. É de forma similar que ocorre ao se tentar medir a posição de um elétron na órbita de um átomo.

De início, Einstein não aceitou a teoria de Heisenberg, dizendo que “Deus não joga dados” e era retrucado por Niels Bohr com as palavras “não deve ser tarefa nossa prescrever a Deus como Ele deve reger o mundo”. Mais tarde, Einstein acabou por aceitar a teoria de Heisenberg, dizendo que em um modelo teórico temos que abandonar a ideia de tentar localizar as partículas.

 

Preço: R$ 37,60
De: R$ 56,00