Jogadores ou Gladiadores?

Na Roma antiga a forma de entretenimento mais popular era os “jogos” de gladiadores. Os gladiadores eram escravos treinados para lutar em uma espécie de estádio, onde o povo assistia até que um dos combatentes morresse, ficasse desarmado ou ferido. Geralmente ao final da batalha o povo decidia se o combatente que perdeu deveria morrer ou não.

Figura 1 – Coliseum (uma espécie de estádio antigo)

 

A palavra “entretenimento” significa divertimento ou distração. Era exatamente o objetivo do duelo, a distração. Enquanto o povo estava envolvido no “esporte”, os governantes podiam ficar tranquilos em sua posição social nobre exercendo seu contínuo domínio sobre o povo.

É lógico que muita coisa evoluiu daqueles tempos para cá. O esporte mudou, ninguém mais morre em jogo e como a escravidão não existe mais os “gladiadores” tem que ser pagos para realizar o show, e na maioria das vezes são pagos o suficiente para levar uma vida de exageros. O que não mudou é a parte da distração, onde os governantes ainda podem ficar tranquilos em sua posição social nobre exercendo seu contínuo domínio sobre o povo, que não está nem aí. O importante é torcer e vestir a camisa do seu time amado… e viva a ignorância, olê olê olá…

Figura 2 – Maracanã (uma espécie de Coliseum moderno)